Pre-Wedding PEDRAS BRANCAS / LAGES - SC

Vanessa & Shane

SOBRE A VISÃO | FOTOGRAFIA

play na música, aumente o som. E aproveite!


S E R   L E M B R A N Ç A 

Vanessa & Shane


Um dia sentiremos saudades disso tudo. Olharemos nossos rostos marcados pelo tempo e as lembranças hão de nos visitar. As rugas não nos permitirão disfarce. O espelho não nos deixará mentir. A nostalgia como companheira. As recordações vivas desfilando na memória. E, talvez em uma tarde qualquer, quando as férias dos nossos netos acabarem, quando a casa voltar a ser aquele mar de silêncio, quando o pé de manga voltar a florir, quando outro carnaval se aproximar, quando a chuva anunciar mais um outono, a nossa memória viajará até os dias de hoje. Então vou me lembrar dos amores que deixei pelo caminho, das burradas que a juventude me permitiu cometer, daquela praia onde passamos o verão e dos olhos caramelados que me fizeram desejar morar longe daqui. Vou olhar a Lua pela janela e me lembrar de nós dois. Você vai se lembrar de quantas vezes sofreu por motivos bobos. Ela vai se lembrar do idiota que tanto a fez chorar. Ele vai se lembrar daquele coração que parou de bater. E, todos nós, nos lembraremos das oportunidades que perdemos quando nos faltou coragem para arriscar. É que agora somos jovens e fantasiamos que esse dia jamais chegará. É que ainda somos jovens e não temos tempo para recordar. Mas teremos. Quando as pernas sentirem o peso dos anos. Quando o mundo que conhecemos hoje deixar de existir. Quando nossos troféus virarem peças de museu. Quando nossos ídolos virarem nomes de avenidas. Aí, fantasiaremos que, no nosso tempo, as músicas eram melhores e as festas eram mais divertidas. Aí, quando tivermos todas as respostas que procuramos a vida inteira, talvez já seja tarde para colocá-las em prática. E o que nos restará então será reunir os jovens no tapete da sala e tentar ensinar tudo o que tivermos aprendido até lá. Muitos deles não escutarão, assim como não escutamos hoje. Sorte daqueles que souberem ouvir. Teremos muito para contar. Sendo assim, capriche na memória. Escreva para a eternidade. Hoje vivemos o que amanhã chamaremos de saudade. A juventude ainda corre em nossas veias. E logo ali vem chegando outro carnaval. É tempo de construir nossas lembranças.


Esse texto por infelicidade do destino não é meu, é do "Precisava Escrever", mas remete muito ao que sinto, e ao que vivo. São desses momentos que irei recordar. Lembrar de que um cotovelo ralado dói bem menos do que a dor de barriga de tanto dar risadas. Iremos se lembrar de que a chuva nunca nos fez parar de acreditar que atrás dela existia um lindo dia de sol. De que uma boa companhia é a melhor receita para uma grande foto. Que para se construir boas lembranças não precisamos de muito, basta meia xícara de café, uma cerveja quente ou um pacote de salgadinhos. Não importa com o que, e sim sempre com quem. Que para fazer a alegria de alguém, não precisamos de quase nada. A fotografia nunca foi o que ela é, e sim o que ela representa. Uma boa imagem é aquela que nos joga de volta para o topo da montanha, para o banco do carro, para o corredor da igreja, é aquela que transporta e importa. Que faz com que esses dias estejam sempre vivos na nossa não tão vaga lembrança. Não existe um certo tempo para se criar uma boa lembrança, ou uma boa foto, só saberemos disso depois de que a já fizermos. E o que fica depois disso, adivinha? Saudade. Dê a oportunidade de se viver uma boa lembrança.



APENAS: viva, lembre e fotografe! 

Vamos construir muitas lembranças com centenas, milhares, dezenas de fotografias?